"When you're young you think there will be many people with whom you'll connect with.
Later in life you realise it only happens a few times".
Celine, Before Sunset.

Quem sou eu?

Ana Paula Leitão Waaijenberg.

2000: Vim do Rio de Janeiro pra estudar Inteligência Artificial na França, em Versailles.
2003: Depois de 3 anos de idas e vindas, me mudei para Den Haag, na Holanda, para morar com o Pim.

2004: Realizamos o casamento civil na Holanda.
2005: Realizamos o casamento religioso no Brasil.

Vai lendo aí do lado que você descobre mais :-)
Não tenho atualizado com tanta freqüência, mas tenho postado bastante fotos.

Quem é o Pim?

Pim Waaijenberg.

Meu amor.

Nos encontramos primeiro por acaso, pela internet. História de encontrar alguém pra conversar em francês logo antes da primeira mudança.

Nos encontramos ao vivo já no meu primeiro final de semana na Europa: dia 4/agosto/2000.

Também chamado BB :-)

Álbuns fotográficos

Aula com Jan Stegeman

Céus e Núvens (celular)

Casamentos


fotos aqui


fotos (novas) aqui

fotos também aqui

View Ana Paula Waaijenberg's profile on LinkedIn

Tradutoras e Cursos

Algumas amigas que trabalham com tradução e cursos.

Portucale
(Sandra Florindo)

CFDL
(Claudia Bolders)

Blogs na Holanda

presente da Ana Paula (Tulipas Vermelhas)
Blogs pelo mundo

brasileiríssima!
Blogs no Brasil

Como vim fazer meu
doutorado na França

varios brasileiros pelo mundo

O ponto de encontro da comunidade brasileira na Holanda
Brasil-Holanda.com
:: fora do ar ::

Blogarama - The Blog Directory

Arquivos

junho/2008
maio/2008
abril/2008 (vazio)
março/2008
fevereiro/2008
janeiro/2008
dezembro/2007
novembro/2007
outubro/2007
setembro/2007
agosto/2007
julho/2007
junho/2007
maio/2007
abril/2007
março/2007
fevereiro/2007 (vazio)
janeiro/2007 (vazio)
dezembro/2006
novembro/2006
outubro/2006
setembro/2006
agosto/2006
julho/2006
junho/2006
maio/2006 (vazio)
abril/2006
marco/2006
fevereiro/2006
janeiro/2006
dezembro/2005
novembro/2005
outubro/2005
setembro/2005
agosto/2005
julho/2005
junho/2005
maio/2005
abril/2005
março/2005
fevereiro/2005
janeiro/2005
dezembro/2004
novembro/2004
outubro/2004
setembro/2004
agosto/2004
julho/2004
junho/2004
maio/2004
abril/2004
março/2004
fevereiro/2004
janeiro/2004
dezembro/2003
novembro/2003
outubro/2003
setembro/2003
agosto/2003
julho/2003
junho/2003
maio/2003
abril/2003
março/2003

Quarta-feira, Agosto 31, 2005

update

Os rins melhoraram. quase me afoguei de tanto chá,coca-cola, água e café que eu tomei.

O banhei continua fedendo, mas pelo menos descobri com o chefe que eles vem tendo problemas com a limpeza desde que se instalaram neste prédio, tanto no banheiro feminino quanto no masculino. Aqui no meu escritório somos somente duas mulheres, mas no prédio tem vários outros escritórios de outras empresas com mais mulheres do que homem. Reclamação registrada e o cheiro diminuiu um pouquinho esta semana...

O trabalho continua interessante, mas as páginas que estou criando agora, ainda vão demorar para entrar no ar: o cliente tem que aprovar o que eu fiz e eles tem que decidir pendengas com o endereço http. Enquanto espero, vou ajudando com pequenas tarefas em outros projetos. Mais tarde vem um outro cliente para definir um site simples e o chefe já me disse que vai me por pra fazê-lo.

Meu irmão andou trabalhando no mercado de leilão de flores, perto de Pijnaker. Mas a irregularidade do horário (não era todo dia, tinha dia de 4, 8 e 12 horas e começava cada vez num horário diferente) e o excesso de esforço físico fizeram ele desistir na semana passada. Enquanto isso, ele continua a procura de outros empregos: fez uma entrevista há duas semanas e outra ontem, em Amsterdam. Ambas para trabalho de call-center/helpdesk. A primeira ainda não tem prazo pra responder: a segunda acaba de recusá-lo...

Um dos motivos: por ele estar esperando a vaga da EPO (para a qual se inscreveu há 6 meses e ainda não obteve nenhuma resposta) . O outro: por ele ter se entusiasmado demais quando viu o trabalho que deveria ser feito (ele estava com medo de ser técnico demais). Não sei direito o que ele disse durante a entrevista, mas de qualquer maneira os motivos não batem muito bem: ele não estaria entusiasmado para começar um emprego que ele estaria pensando em largar antes mesmo de começar...

Comecei as aulas particulares de holandês na segunda: quero ver arrumar tempo pra fazer os exercícios.
::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Quinta-feira, Agosto 25, 2005

papo doido

Estou agoniada com uma coisa no trabalho: das 3 cabines do banheiro feminino, 2 fedem a mijo. Não é nem dizer um cheirinho de xixi não porque já está há tantos dias que está fedendo mesmo. Eu já vi o carinha da limpeza pelos corredores algumas (poucas) vezes. Não faço idéia de quantas vezes limpam ou se limpam direito, mas já está incomodando...

dor maluca

Esta noite tive umas pontadas muito fortes no rim direito que me acordaram algumas vezes. Fui deitar antes do Pim, que estava terminando de configurar meu computador antigo que estamos dando pro meu irmão Digo. Já antes dele deitar tomei 2 copos d'água e deixei um na cabeceira pra mais tarde. Levei garrafinha d'água no trem e quando cheguei em Amsterdam, comprei uma caixinha de chás variados no Albertão (os chás malucos que eles têm no trabalho são muito ruim!). Fiz que nem o Frank e o Gerben: botei uma garrafa térmica com o chá bem fraquinho e fiquei tomando direto. Foram 2 garrafas de um litro (quase inteiras) e muitas viagens ao banheiro fedorento.

Engraçado é que depois desses anos todos (a minha grande crise renal foi em 92) eu não lembrava direito qual lado tinha sido afetado antes. Com a dor agora do lado direito, lembrei direitinho que da outra vez a dor era no esquerdo. Sou doida mesmo... Enquanto isso, parei de tomar o Iboprufeno 600 que o dentista tinha passado pra segurar a dor do tratamento de canal, just in case...
::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Terça-feira, Agosto 23, 2005

para os que já me achavam louca

por manter um blog depois de tanto tempo... Hoje pus em prática uma idéia que já vinha martelando na minha cabeça: comecei um blog em holandês: Ik@NL (http://ikatnl.blogspot.com) Quero ver se alguém me entende....

online

meu site no trabalho entrou online hoje: http://msn.omroep.nl
::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
lua quinta feira

A lua aqui for dos trópicos, como o sol, segue uma trajetória bem mais próxima do horizonte (sem chegar perto do zenit). Também como o sol, ela tem um percurso muito mais longo no céu (durante o verão). Isso deu a loucura da lua crescente vermelha no céu de sexta-feira 12, quando estávamos na praia assistindo aos fogos de artifícil.

Não tínhamos levado a camera. Mas quinta feira passada (dia 18), uma lua vermelha quase cheia (era dia seguinte da cheia), brilhava sob um céu ainda púrpura: o eterno lusofusco do verão (não chegamos a ter claridade de madrugada, mas tem épocas em que o céu não chega ao breu mais escuro, atrapalhando os telescópios). Corri pra pegar o telescópio e por a câmera no tripé. Vejam só os resultados:




Na primeira foto, com a ocular menos potente no telescópio e com o zoom total (3x óptico) na câmera, a lua aparece inteira. Na segunda foto, com a ocular mais potente no telescópio e o zoom pela metade na câmera, a lua conseguiu escapar da foto do Pim: nem parece que era (quase)cheia.

As duas fotos estão reduzidas (a primeira menos drásticamente do que a segunda), mas não utilizamos nenhum filtro nem demos nenhum retoque: het is puur natuur!
::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Segunda-feira, Agosto 22, 2005

alguém me explica?

Como disse a Dri, as mulheres casadas na Holanda usam o nome do marido sem ter trocado os documentos. Quando se lê as informações gemeente (prefeitura) surgem algumas explicações e várias dúvidas :-)

- o nome (dos holandeses) nunca é mudado: no passaporte, na carteira de motorista, na certidão de casamento ficam sempre o nome de solteiro
- ao casar (se e somente se você for holandês) você registra o novo nome (num formulário a parte)
- este novo nome poderá ser usado no dia-a-dia (in het dagelijks verkeer, in het dagelijkse leven)

Minhas perguntas: onde fica o limite de uso do dia-a-dia? Pode-se assinar o nome de casado? Num contrato de trabalho, por exemplo, um holandês usa o nome de solteiro ou de casado? Pra qualquer coisinha (até pra inscrição na biblioteca e na loja de video) você precisa apresentar um documento de identidade onde consta, para todos os holandeses, o nome de solteiro. Afinal, como funciona no papel? Madame "nome de solteira", vulgo "nome de casada": o nome de casada vira "roepnaam" como um apelido?

trabalheira

Eu sei que trocar nome ao casar é uma trabalheira, que todos os documentos tem que ser trocados. Não me importo: eu tenho a opção de trocar, escolhi trocar. Minha mãe não teve escolha. Meu pai adoraria ter tido a chance de ter o mesmo nome que nós: no final, ele era o único renegado que não se chamava Tavares Leitão. Hoje em dia, isto teria sido possível.

Embora não hajam planos nem a curto nem a médio prazo, eu quero poder ter o mesmo nome que os meu(s) filho(s). Aqui as pessoas só tem um sobrenome: na hora de registrar o primeiro filho é preciso optar pelo sobrenome do pai ou da mãe. Os filhos seguintes seguem com o mesmo nome. Já que não posso adicionar meu nome aos deles, quero adicionar o deles ao meu. Como diria minha mãe: aqui é tudo sem-mãe, tudo filho de chocadeira.
::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Quinta-feira, Agosto 18, 2005

fotos do SAIL










PS pro Ton

Ô Ton, perdão pelo tom super mal-humorado no meu site, mas aqui ainda é meu cantinho de desabafo. Corrigi a informação que você me deu, só tinha repetido o que ouvi. Se eu tivesse um e-mail dele, teria escrito direito pra ele e não te apurrinhava...

PS pra Holandesa

Essa minha vida de identidade dupla ainda me mata (risos). Se for registrar via Portugal primeiro, vou precisar voltar lá para alterar meu nome quando finalmente inscrever o casamento no Brasil...
::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Quarta-feira, Agosto 17, 2005

novo código civil

Estou finalmente dando entrada no registro do casamento no consulado geral brasileiro. Estou querendo adotar o nome do meu marido no formato holandês (e francês e espanhol) onde o nome de solteira fica por último: Ana Paula Waaijenberg-Leitão. O funcionário disse primeiro que sugeria que eu adotasse o nome do meu marido no final: hoje me telefonou dizendo que era obrigada a por o nome do meu marido no final.

Andei vasculhando pela internet: no código civil não encontrei nada afirmando que a ordem deva ser mantida. Pelas discussões só encontrei que a ordem se justificaria pelos costumes: oras estou exatamente tentando adotar os costumes do país onde moro?

Alguém pode me ajudar? Estou escaldada com funcionário público (brasileiros, franceses, portuguese e holandeses) que dizem que é impossível qualquer coisa que eles não conhecem.

Tenho uma pequena urgência pois a papelada está correndo...

Os sites que eu encontrei:
Do ministério Público da Bahia: http://www.mp.ba.gov.br/centros/caocif/pecas/parecer_nubentes.asp
Com discussões (Jus navigandi): http://jus2.uol.com.br/doutrina/texto.asp?id=6180

ps

ia colocar fotos do SAIL Amsterdam no ar, mas fiquei sem tempo... Fica aqui só uma pra dar o gostinho:
::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Segunda-feira, Agosto 15, 2005

ufa!

Foi um parto, mas conseguimos colocar as versões completas dos meus websites online.

sem nem um whiskinho....

Acompanhamos a série Startrek Enterprise ferozmente. Temos todos os capítulos. Hoje estávamos assistindo a mais um, o último do ano. Achamos estranho pois não tinha nada a ver com o que estava acontecendo nos últimos episódios. Falei pro Pim procurar: afinal, isso está com cara de último episódio da série. POOOOO não é que é verdade??? Carcaram a gente! Sem nem um whiskinho! sem esperar assistimos ao último episódio louco de uma série ótima! Paree até o final do "Mad about you", pularam prum futuro longínquo e tentaram explicar o que aconteceu no final, de uma hora pra outra. Pelo menos, no caso do "Mad about you" (eu era louca por aquele seriado) a gente ficou sabendo das fofocas....
::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
sobrevivi

ao dentista. Ele fez um tratamento de canal. Mas não doeu nadinha: espero que ele não tenha mexido no dente errado :-)

Depois fui jogar tênis, a primeira aula do segundo semestre. Mas estava com a raquete errada na sacola (não sei porque o Pim colocou a raquete pre-histórica dele na minha sacolinha) e meio lesa por causa da anestesia. Foi meso-meso...

Consegui pôr os meus sites (www.centrocultural.nl e www.portugal-holanda.nl) no ar, em versões temporárias, no nosso servidor de rede. Fica super hiper lento por que é apenas uma conexão ADSL (os hosts de verdade têm conexão muito mais rápida), mas pelo menos tenho alguma coisa no ar até que a pendenga com o Webstekker se resolva. Oh suportezinho ruim, viu?! Pim estava massacrando ele, provando que a solução que ele arrumou para aumentar a segurança do site não somente trava o meu sistema, como o "jeitinho" que o cara arrumou para contorná-la deixa o sistema ainda mais vulnerável...
::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
dentista

Com uma dor de dente preocupante há uma semana por causa trabalho muito mal feito há dois anos por um dentista em Paris, marquei uma consulta ASAP num dentista aqui perto de casa. Com toda a má fama dos dentistas holandeses e com a dentição toda errada que fizeram com o Pim (minha prima Cristina que é minha dentista no Rio ficou horrorizada) estou com os dois pés atrás.

Há um tempo, a minha cara consulesa Bia tinha me mandado as referências de uma dentista aqui em Den Haag (dados que constavam no Brasileiros na Holanda). Tendo trocando de computador e de programa de e-mail, não tenho mais acesso as mensagens do ano passado... Alguém tem alguma dica?
::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Sexta-feira, Agosto 12, 2005

como a holandesa

Vou postando do trabalho. Ainda não fui pra casa pois o Pim também está trabalhando em Amsterdam hoje e vou voltar de carona com ele. Aqui no escritório estou só eu e o chefe: eu lendo meus blogs e ele brincando de tocar bateria. Isso mesmo: uma bateria completa fazendo um barulho ensurdecedor. Fica escondida atrás de um painel: mas como aqui é tudo numa sala só, até a minha mesa está vibrando com o bum-bum-bum. Pelo menos ele toca bem :-)

A página que eu estou criando está praticamente pronta, ficaram faltando algumas configurações que dependem do Frank, que, por sua vez, não veio trabalhar hoje. Então fica pra semana que vem... Pra matar o tempo, passei as últimas duas horas lendo a documentação do próximo projeto que vou pegar.

Essa primeira foto mostra uma parte do caminho que eu tenho que percorrer todo dia de bicicleta. Do lado esquerdo, eles estão construindo novos prédios de apartamentos: a rua está meio confusa.



Este prédio chama-se Graansilo Korthals Altes e consigo vê-lo da minha janela.



Mais pra frente tem esse outro prédio, chamado Silodam (depois descobri que o chefe mora ali):



E o meu trabalho fica nesse prédio marcado de vermelho:


::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Quarta-feira, Agosto 10, 2005

pra dizer que tô viva

e contar que estou montando uma página que vai aparecer no site da MSN com informações coletadas no site da Onroep.nl, que é nosso cliente. Usando HTML combinado com CSS (toda a formatação fica separada do código) e usando o sistema do Waxtrapp onde uma estrutura de árvore armazena os objetos que representam o conteúdo (base de dados) e a lógica (os HTML, CSS e o tal SuperTags inventado pelo chefe).

Pra quem achar que eu tô falando grego (né não, é informatiquês), é assim: tem um programa que armazena as informações do site e que organiza as webpáginas para apresentar essas informações. Pra me complicar a vida, fica tudo mais ou menos junto: os dados e as webpáginas.

Na hora que entrar no ar, eu ponho o link aqui para vocês visitarem o meu trabalho.

pra quem perguntou

As panorâmicas eu tirei com a minha máquina: tenho uma função que ajuda a montar a seqüência de fotos. Depois, baixei um software que calcula aonde as imagens devem ser distorcidas para formar um panorama. Ele não é perfeito, mas me deixa escolher pontos de "contato" na mão (onde eu indico onde uma imagem deve coincidir com a outra).

Outra pergunta foi sobre a super-mini-bike: ela é dobrável. Por isso posso levá-la de graça no trem, como se fosse bagagem. Não é das mais fáceis de dobrar, nem das mais leves e tenho a impressão que não será muito durável. Mas foi a mais barata que encontrei e veio completa (só comprei o trim-trim -- do Nemo!!! -- e a corrente). Se alguém quiser se arriscar: comprei na wehkamp.nl por 99 euros.

Falar em corrente, lembro que aqui bicicletas são mais roubadas que carteiras... E lembrando de roubos, hoje de madrugada invadiram a casa de um dos meus colegas de trabalho e levaram de tudo: telefone, computador, DVD-player, etc...
::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Domingo, Agosto 07, 2005

visita à minha casa

Andei brincando com a câmera hoje, montando umas panorâmicas. A primeira foto foi tirada da cozinha, a segunda (e a terceira, na verdade era uma só, mas ficou muito comprida) da sala e a última do quarto. Parece meio estranho, mas tem uma parede dividindo a sala e o quarto. De um lado, na sala, tem um quadro com uma foto montagem que ganhamos do meu primo Daniel e do outro lado, no quarto, tem uma panorâmica do Rio de Janeiro que ganhamos da minha família. A pintura da mulher peladona (Yolanda) foi feita pela minha mãe. Quem quiser ver cópias maiores, basta clicar nas fotos.





ps

Os 5 girasóis ganhei para comemorarmos os 5 anos que nos conhecemos.
::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Sábado, Agosto 06, 2005

textos compridos

Estes textos enormes que eu tenho colocado aqui são extraídos dos papos do MSN que eu tenho com a minha mãe. Copio, coloco os acentos, corrijo os q, qq, qdo, tb, vc e faço uma pequena montagem pra fazer mais sentido lendo. Se tiver muitos erros, me perdoem a falta de tempo. Hoje o tempo que não estávamos no clube (explicado abaixo) estavamos fazendo faxina na casa (que estava de cabeça pra baixo desde que fomos viajar final de semana passado pra Dinamarca) e compras de supermercado. Quero dar um jeito melhorzinho pois os meus sogros vêm domingo de tarde aqui pra casa.

tênis

Hoje começou o torneio de tênis do nosso clube. Pim jogou de manhã e ganhou. Eu joguei de tarde, mas perdi. Estou com um defeito grande nomeu "forhand" que fez a bola ficar mais facil pra outra menina. Eu já tinha notado que minhas bolas estavam muito altas no final das lições: mas o burro do Richard não disse nada. Só quando eu perguntei é que ele comentou que eu precisava segurar a raquete mais baixo, mas nem cheguei a treinar isso.

Estranho foi que quinta feira, treinando com o Pim, joguei bem pra cacete! Quebrei 2 games dele. Mas hoje só consegui quebrar um único game da menina, o que teria sido o último. No primeiro set joguei mal pra burro: super desconcentrada...

o trabalho

Eu estou gostando. Estou quebrando a cabeça, mas me divertindo. Fiquei meio perdida nos primeiros 2 dias pois o Gerben me indicou o que estudar, mas numa ordem mais complicada.
Mas já fiquei satisfeita na quarta quando sentei com ele e descobri que até então tinha entendido (quase) tudo. Depois, na quinta, consegui entender porque o sitezinho que eu estava tentando criar do nada não estava abrindo (não do jeito que eu mandava). Na quinta de tarde o Frank me deu um trechinho de trabalho pra quebrar minha cabeça: extrair uns dados da estrutura e imprimir na tela de uma certa forma (chamada XML, um formato padrão "legível" para muitos programas).

Ele me jogou isso no colo eu fiquei doida... Tão nervosa que nem li todas as instrucoes no e-mail dele (estava praticamente tudo ali mastigado). Corri pro Gerben que me deu umas dicas aqui e ali, e o Frank me explicou de novo (e disse: estava no e-mail, fica calma). O bicho funcionou e pior: eu entendi porque ele funcionou!

Na sexta feira, incrementei bem mais, com novas instruções que o Frank mandou. Enquanto eles estavam em reunião com o chefe (Bas) eu terminei as alterações rapidinho. Terminei o que tinha que fazer muito antes da reunião deles acabar. Frank ficou "reclamando" pô assim não dá, vou ter que arrumar mais trabalho pra você. Ainda tinha uns links que o sistema não estava lendo porque nem todos os itens da estrutura estavam completos (com todas as imagens que deveria ter, que são geradas por outro sistema). Testei pra lá e pra cá mas não pude fazer nada.

Depois da reunião o Frank disse que pra eu criar um código ainda mais complicado, pra tratar os casos que as imagens ainda não estavam criadas. Logo começou a funcionar, mas ele ainda me ajudou a fazer mais simples: um código mais limpo, porque eu tinha dado uma volta desnecessária, fazendo um teste que o comando já resolvia que era falso ao não responder nada.

Depois me mandou extrair as mesmas informações e jogar numa página HTML. Me deram uma página impressa como a webpagina deveria parecer. Bom, fiz a bentida webpagina: mas só que usei comandos de HTML que eles não aceitam, como as tabelas. Tive que quebrar a cabeça pra fazer "na mão" cada imagem aparecer do lado de cada texto...

No final, o programinha tem que abrir em vários browsers diferentes: Internet Explorer (tanto pra Windows quanto pra Mac), Firefox, Safari (Mac) e Opera. Num deles os comandos que ele me passou para formatar a figura e o texto não estavam fazendo o que deviam: ele ficou um tempão quebrando a cabeça pra consertar.
::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

Terça-feira, Agosto 02, 2005

primeiro dia de trabalho

(vou copiando trechos do papo que tive com minha mãe)

Coisa de louco o tal sistema, viu? O carinha criou uma nova linguagem pra servir de interface entre a base de dados e o website. Estou quebrando a cabeça pra entender a linguagem e o funcionamento do sistema ao mesmo tempo. Com um tutorial que um dos meninos escreveu. Mas nem o tutorial é completo...

Eles disseram pra nao me stressar: as primeiras 3 semanas você sai tateando. Com 3 meses dá pra entender bem e com 6 meses dá pra trabalhar sozinho.

O pessoal eh super descontraido. Do tipo: meninos grandes (até carrinho de controle remoto eles tem...)

Um saquinho: o melhor trem sai 8:59!!! É um internacional que vem de Bruxelas. Leva menos de 40 minutos pois só para no aeroporto. Mas com o cartão de desconto, só posso pegar a partir das 9, nem um minuto a menos (talvez, diz o Pim, se ele sair depois de bater 9 horas)

Pelo menos eu consigo pegar o mesmo internacional pra voltar pra casa: posso sair mais de 6 horas do trabalho, pego o trem às 6:23 e 7 horas já estou em Den Haag. Fica 1 hora de porta a porta.

final de semana maratona!

A viagem para Dinamarca demorou muito mais pois tinha muitas obras nas estradas na Alemanha (as obras são feitas de julho a agosto e quando junta com o pessoal saindo de férias, fica uma loucura). Vários trechos estavam também com velocidade controlada 100 ou 120 km/h. E foi um verdadeiro inferno pra passar Hamburgo: uma hora e meia de engarrafamento.

Desistimos de passar pela casa da Line e fomos direto pro camping, ao norte de Compenhagem. Deu para armar a cabana direitinho e no seco. Na sexta a noite tivemos um jantar com todos os amigos dinamarqueses (menos os noivos) na casa do Thomas (irmão da Line) e da Signe (que casaram há 3 anos e tem uma menininha linda -- alias, os noivos se de sábado se conheceram neste casamento). Fomos chegar em casa (no camping) mais de 1 da manhã. Pelo menos não tava chovendo.

Sábado de manhã choveu tanto e a pancada de chuva foi tão violenta que a gente teve que sair correndo pra se abrigar no carro e na caravan da Line. Mesmo quando não chovia, estava muito úmido. Não chegou a molhar dentro da barraca, até porque a gente tem (tinha, eu joguei fora pois ficou imundo) um plástico por baixo, e a cabana é bem protegida. Mas estava tão úmido que o chão estava cheio de lesmas e caramujos!!! Lesmas de uns 15cm! Parecia cobra! Uma chegou a subir pela barraca, por baixo da cobertura impermeável. Era tão nojento que até o Pim mandou eu fechar o outro ziper por dentro pra gente não ter que ficar encarando a bicha...

Bom, a coisa boa da chuva é que não precisamos nos vestir no banheiro do camping (que alias era longe das barracas). Fomos prum café na cidade e tanto comemos um sanduiche delicioso, como tivemos um banheiro enorme pra nos arrumarmos, cheio de espelhos.

Na igreja foi bem chatinho, bem puritano, mas também bem rapido. Nem fotos podia tirar: só antes do primeiro sermão e depois do último. Basicamente somente quando eles estavam andando pra entrar e andando pra sair...

Achei a noiva simples demais. Eu nao sabia que era o segundo casamento dela mas quando vi o vestido, meu comentario com a Mirella foi: isso é vestido de segunda noiva. Ela usou um vestido que mal parecia vestido de festa, quanto menos vestido de noiva. Ela podia ter ao menos levado um bouquet, por mais simples que fosse... Parecia uma maria-mijona (como diz a minha mãe), e ela eh tao bonita... O tecido era maravilhoso, a cor linda, o brocado finissímo que fazia uma segunda camada na saia era elegantíssimo: mas o modelo era horroroso!

Como não era o primeiro casamento (e porque eles já moram juntos há dois anos e têm um filhinho) eles também quebraram a tradição e entraram juntos (lá também seria o pai que a levaria ao altar).

O legal foi que praticamente tudo no casamento foi em inglês ou com traduções pra inglês. Até a padra fez a cerimonia toda bi-lingue. Só o sermao dela para os noivos não foi repetido em inglês, mas a gente recebeu uma cópia da tradução para poder acompanhar.

Vapt-vupt: meia hora estavam casados!

A festa foi na casa deles (que a gente ainda não conhecia, só de fotos). Dentro de casa eles serviram champanhe e cidra acompanhados de uns salgadinhos muito bons. Depois, atrás dos jardins de todas as casas, tem uma área comum, um gramado bem grande. Eles alugaram uma barraca enorme e montaram as mesas e o buffet lá. Tinha 3 meninas montando o buffet (frio e depois quente) e repondo os vinhos na mesa.

Casamento dinamarquês é bem chatinho. Este foram somente(?!?) 4 horas de jantar e discursos (o da Signe e do Thomas fora 6 horas de jantar com discursos). Muito mais discursos do que cantoria. E no final de cada discurso tem que levantar todo mundo pra brindar gritanto "urrá, urrá, urrá" (eles falam tudo ao contrário, o urra tem outro acento)

O bom é que praticamente todo mundo fez discurso em inglês e não ficamos boiando. Como disse o pai da noiva, se eu falar em dinamarquês a família holandesa não entende.
Se eu falar holandês, a família dinamarquesa não entende. Então vou falar logo em inglês que ninguém vai entender mesmo! E realmente o inglês dele era bem carregado de sotaque.

Depois das várias horas de discursos, eles puseram o som nas alturas. Tinham tirado todos os móveis de 2 ambientes (minto, tinha uma mesa num canto com bebidas, e na outra sala tinha 2 cadeira) e fizeram uma enorme pista de dança. Pequeno comentário: as casas na Dinamarca são enormes comparadas com as holandesas... A Mirella que está tentando comprar uma em Den Haag tava doidinha! Fomos chegar "em casa" 3 da manhã!

Domingo, a gente estava exausto, mas ainda saiu pra passear. Line (a ex que não foi ao casamento mas que acampou com a gente) nos levou a um castelo lindo. É a residencia de verão da rainha, porém em julho eles viajam de férias e abrem o castelo a visita. Numa outra ala é a residência oficial do príncipe herdeiro. Tudo com guia, tanto no jardim e na orangerie, quanto no castelo em si.

O passeio pelo jardim e pela orangerie a gente pegou um grupo que estava saindo do castelo com a guia que falava inglês. Depois, fomos andar mais um pouco no parque antes de voltar para o castelo. Quando chegamos de volta, estava pra começar o último tour, mas este era em dinamarquês...

Chegamos a pensar em desistir e pedir parte do dinheiro de volta, mas fomos assim mesmo. Como foi o último tour do ano, eles fizeram um monte de sacanagem com o guia. Os outros guias esconderam coisas que ele tinha que explicar. Cobriram o "defeito" que tem no salão. Numa das salas que deveria estar vazia, tinha uma mulher estudando. Qdo chegamos na capela, estavam os guias sentados na área da rainha, fazendo pose e um deses tocou o orgão!

No final, quando estavamos saindo, Line estava mostrando qual era a ala aonde mora o príncipe herdeiro (que casou com uma australiana muito bonita) e disse que ele estava em casa pois havia um guardinha na porta (com aqueles chapéus da guarda real inglesa). Tanto estava que a gente o viu saindo de carro com a esposa: demos até tchauzinho. A Line nunca o tinha visto de tão perto!

Domingo ainda sentamos pra jantar num restaurante italiano ótimo. Todo mundo era italiano lá: uma confusão. O dia tava lindo, mas durante o jantar choveu cântaros e a temperatura caiu vertiginosamente: pedimos os tiramussus pra viagem! Levamos quentinhas de tiramissu pro camping e terminamos comendo a sobremesa na caravan da Line.

Fomos dormir mais ou menos cedo e segunda pegamos a estrada de novo. Eu queria sair às 9 da manhã, mas demoramos para acordar e soh saimos às 10. Pegamos de novo o trânsito infernal e o caminho cheio de limites (se bem que eu consegui voar 180 por hora em alguns trechos) e fomos chegamos em casa mais de 10 da noite: mortos!

pra quem ainda não ficou cansado

Eu tive hoje que acordar mais cedo pra ir pro fisioterapeuta (a consulta foi 7:40 da madrugada!) Ele mexeu mais nas minhas costas e no meu pescoço. Voltei pra casa, tomei café da manhã e fui trabalhar.

Cheguei em Den Haag Holland Spoors 7 da noite e ainda tive que passar com o Pim no supermercado pra comprar o jantar (de hoje e de amanhã) pois não tínhamos nada em casa...

Quando tiver um tempinho, ponho umas fotinhas da viagem online.
::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::
Volte sempre :-)